Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Spotlight

por Andrusca ღ, em 04.12.10

Capítulo 8

Passeio

 

Seth

 

Voltei para ao pé de Alyson o mais rápido que pude. Não podia acreditar na conversa que tinha tido com Sam. Não podia acreditar que ele me tinha dito uma coisa destas. Como é que ele, depois de ter trocado a minha irmã por Emily por causa do imprinting me vem dizer que eu devia ter marcado outra pessoa? Como se nós pudéssemos escolher.

Mas a verdade é que eu amava cada coisa em Alyson. Amava o sorriso, o cabelo, a maneira de ser… tenho que admitir que há uma coisa que detesto. Detesto que ela seja actriz e que ande aí a beijar rapazes como quem veste uma camisa, mas não posso fazer nada.

Fiquei em pé, encostado à mesa ao pé dela, e parecia que se tinham calado todos de propósito. De certeza que lhe estavam a fazer mil e uma perguntas.

- Queres ir dar uma volta? – Perguntei-lhe – Assim conhecias um bocado disto. Vais ver que é giro.

- Claro, vamos – respondeu-me com aquele sorriso lindo.

- Fixe, também vou – Quil enfiou dois bolos na boca e ia-se levantar quando Embry o agarrou e forçou a sentar-se.

- Não vais não – disse-lhe Embry – Ficas aqui que preciso de ficar contigo – em seguida piscou-me o olho.

Saí com Alyson e começámos a andar pelo bosque.

- Então, melhor que Hollywood? – Perguntei-lhe.

- Definitivamente… diferente.

- De uma maneira boa?

- De uma maneira óptima. Fazes ideia há quanto tempo é que não ouvi pássaros? – Rimo-nos os dois – Mas agora a sério, eu gosto disto.

- A sério? Então não preferes um casarão com a última tecnologia?

- Bem, como eu disse, é diferente. Isto é bom para férias.

Férias? Não acredito que ainda não tinha pensado nisso. Claro que ela não tinha vindo cá para ficar. Claro que se iria embora. Só cá veio de férias, e em breve voltará para Los Angeles. Mas… mas onde é que eu fico no meio de tudo isto?

- Há algum problema Seth? – Perguntou-me.

- O quê? Não. Estava só a pensar numa coisa. Por quanto tempo é que vais ficar?

- Duas semanas.

Só? Isso é tão pouco tempo. Duas semanas, e depois posso nunca mais voltar a vê-la. Finalmente encontrei a razão de existir e descubro que vem com uma data de validade. Não. Não pode ser. Se ela for mesmo embora, então eu arranjo maneira de ir com ela. Arranjo maneira de ficarmos juntos. Tenho que arranjar.

- Não é perigoso estarmo-nos a desviar tanto do começo do bosque? – Perguntou-me.

- Não, é perfeitamente seguro.

- Tens a certeza?

- Confias em mim?

 

Alyson

 

Não sei porquê mas esta pergunta fez-me tremer. Se confio nele? Sim, acho que sim, apesar de não fazer a mínima ideia do porquê. Eu simplesmente sinto, e isso nunca tinha acontecido antes.

- Sim, confio em ti – respondi.

- Óptimo – ele sorriu-me e senti um nó no estômago. Mas o que é que se está a passar comigo?

Andámos quase até escurecer, e depois Seth falou-me de uma festa que ia haver depois do jantar. Como já estava a arrefecer ainda mais – como se eu achasse que fosse possível – disse-lhe que ia jantar com o meu pai e buscar mais um casaco e ele disse que depois nos encontrávamos na casa de Emily.

Seth levou-me até ao hotel no Rabbit de Jacob e custou-me imenso sair de ao pé dele, apesar de saber que cedo iria voltar a estar com ele.

Fui para o quarto e quando cheguei o meu pai já tinha pedido o jantar.

Jantámos os dois e depois disse-lhe que ia sair, mas ele não pareceu gostar muito da ideia.

- Aquele rapaz de ontem vai lá estar? – Perguntou-me.

- Vai – É na realidade o porquê de eu querer ir.

- Hum… tenho que admitir Ally, não gosto muito dessa ideia.

- Pai, relaxa, depois de a festa acabar ele traz-me a casa. Estou cá antes da três da manhã de certeza.

- Três da manhã?

- É menos duas horas que o costume. Vá lá, sê porreiro.

- Vai lá. Mas às três quero-te de volta.

- Combinado.

Vesti uma roupa mais quentinha e chamei um táxi.

15 comentários

Comentar post

Pág. 1/2