Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Spotlight

por Andrusca ღ, em 24.12.10

Capítulo 33

Mau Pressentimento

 

Alyson

 

Entrei pela casa de Emily alarmada, e ela estava em cima de uma cadeira enquanto Sue fazia os últimos retoques no vestido de noiva. A atenção delas veio logo para mim.

- Não consigo falar com o Seth – pronunciei, com um nó na garganta.

- Como assim? – Perguntou Emily, ao descer da cadeira e ao vir ao meu encontro.

- Ele disse-me de manhã que ia patrulhar com a alcateia, e não o vejo desde então – expliquei – Já são cinco horas, eles já deviam ter voltado.

- E voltaram – gelei quando Sue disse isto.

Se voltaram porque é que não me atende o telemóvel? Porque é que não foi ter comigo nem está em nenhum dos sítios onde costuma estar?

Algo está errado.

- Achas que aconteceu alguma coisa? – Perguntou Sue.

- Não – Emily estava calma. Calma demais – É normal os rapazes desaparecerem Sue, já sabes disso. Não é nada demais. E Ally, tem calma, não é a primeira vez que um deles desaparece por algumas horas, ou até dias.

- Mas Emily…

- É normal Ally – interrompeu-me – É a maneira que eles arranjam para fugir um pouco e pensar na vida. Não te preocupes, o meu casamento é daqui a dois dias e ele vai lá estar de certeza. Descansa.

- Pois… talvez esteja a exagerar… - murmurei – Bem, vou voltar para o hotel. Mas se o virem digam-lhe para me telefonar, ok?

- Está prometido – respondeu Sue.

Voltei para o hotel e mandei-me para o sofá da suite enquanto passava os canais de televisão um a um, e não ligava nenhuma. Senti o telemóvel no bolso das calças a tremer e alcancei-o rapidamente na esperança que fosse Seth a explicar o porquê deste desaparecimento repentino. Mas não. Mal vi quem era no ecrã, perdi o entusiasmo.

- Olá – atendi.

- “Olá! Bem, não pareces nada feliz por estares a falar comigo” – disse Tom, do outro lado da linha.

- Desculpa, estava à espera de outra pessoa.

- “Não faz mal. Só te queria pedir desculpa por ter saído de Forks tão rapidamente.”

Ele saiu de Forks? Nem tinha notado. Credo, que bela amiga que sou.

- Onde estás? – Perguntei.

- “Na casa dos meus pais, a minha mãe pediu-me para vir passar o fim-de-semana com eles.”

- Oh, ok. Divirtam-se.

- “Divertimos sempre. Ally?”

- O que foi?

- “Sabes o quanto gosto de ti, certo?”

- Claro Tom, somos melhores amigos desde que me lembro.

- “Claro. Bem, eu tenho que ir.”

- Adeus.

Desliguei o telemóvel e olhei para a televisão com o olhar vazio.

Mas o que é que se teria passado para ele não me contactar?

Bateram à porta e eu quase que me mandei para o chão com a velocidade em que saí do sofá. Mas não era ele.

- Oi Ally – disse Quil, com um sorriso nos lábios.

- Oi Quil – disse-lhe, deixando-o entrar.

- A Emily mandou-me… ela teve o pressentimento que ias estar prestes a arrancar os cabelos – riu-se e mandou-se para o sofá.

- Por isso… vens fazer de babysitter, estou a ver – sentei-me ao pé dele.

- Não tens que te preocupar. O Seth é crescidinho, se quis ficar um tempo no bosque, lá tem os seus motivos.

- Pois… só gostava de saber quais são.

- Ally… o que é que dizes de pormos um filme no DVD e se quando ele acabar ainda não houver notícias nenhumas, falamos com o Sam para ver o que ele acha?

- Pode ser.

Pusemos uma comédia a dar, mas enquanto ele se ria, para mim era igual olhar para aquilo ou para uma parede branca. Estava completamente deserta.

Eu sei que se passa qualquer coisa. Não é impressão minha, e não é preocupação a mais. Eu sei que ele estar assim fora durante estas horas todas não é normal.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.