Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Love Between Changes

por Andrusca ღ, em 16.04.11

Capítulo 16

Namorado?

 

Senti o olhar de Kevin preso em mim durante toda a aula, e houve vezes em que o retribuí. Não sabia o que estava a fazer, a minha cabeça estava demasiado às voltas consigo mesma, mas ia dar uma chance a Kevin. Ele sempre me fez feliz e é uma pessoa excepcional. “Talvez por isso não mereça ser mentido assim”, avisou-me a minha estúpida consciência. “Oh, cala-te”, mandei-lhe de volta. Eu não lhe estava a mentir. Nós ainda não tínhamos definido nada, não tínhamos falado desde ontem, logo eu ainda não sabia o que éramos. Não sabia o que queria que fossemos…

Abri o meu caderno e comecei a desenhar coisas sem jeito nenhum, e acabei a fazer uma lista de prós e contras.

 

Prós: Ele é querido, meu amigo, gosta de mim, nunca me vai magoar, eu gosto dele, faz-me feliz

Contras: Não o amo; Logan.

 

Bah, isto não ia resultar. Risquei aquilo tudo e voltei a fechar o caderno, não fazia a mínima ideia do que a professora estava a fazer, não estava com cabeça nenhuma para as aulas.

Assim que tocou Lucy veio ter comigo e começou a tagarelar sobre roupa enquanto nos dirigíamos ao bar, nem deu tempo sequer para Kevin se levantar e me vir falar.

Chegámos às mesas ao pé do bar praticamente ao mesmo tempo que Amy, Collin e Logan, e sentámo-nos. Kristen chegou depois.

O ambiente estava animado, era o antepenúltimo dia de aulas e depois estávamos duas semanas fora deste Inferno. Tempo esse que iria passar à terra da minha bisavó. E não iria ver Kevin… será que ele ia ficar chateado por essas duas semanas? É que já é hábito, ele sabe que eu vou… logo não deve ficar… nunca ficou.

Amy estava a falar da sua viagem a Paris enquanto Collin convidava Logan para irem esquiar para os Alpes, convite esse que Logan recusou. Felizmente.

Kristen e Lucy estavam a falar da festa de ano novo e da roupa que tinham que ir comprar… credo, ainda faltam duas semanas e uns dias…

- Então e tu Daph? – Perguntou Amy, cheia de sorrisinhos. Ela andava muito calma ultimamente… desde que ameacei deixá-la careca… aposto que nem dormiu nessa noite, coitada. Mas anda mais falsa, vê-se ao longe.

- E eu o quê? – Perguntei-lhe. Já não estava a prestar a mínima atenção à conversa que ela estava a ter.

- Onde é que vais passar as férias? – Explicou Collin.

Que silêncio… senti todos os olhos postos em mim. Tudo bem que gosto de atenção, mas não vamos exagerar…

- À terra da minha bisavó – respondi, descontraída. Vi que Logan ficou surpreendido, ele tinha semicerrado um pouco os olhos, mas tinha sido um acto involuntário.

- A sério? – Lucy parecia surpreendida – Pensava que detestavas aquilo.

- Detestar? – Collin riu-se – Desde que foi para lá aquele ano obrigada que nunca mais quer outra coisa. Já é o quinto ano consecutivo, não é Daph?

- Quarto.

- O que é que lá fazes, mesmo? – Perguntou Kristen. Ai, já não estava a gostar nada desta conversa.

- Nada de especial, mas aquilo é calmo, gosto de lá estar – respondi. Logan olhou de novo para mim, esta conversa ainda ia acabar mal.

- Não nos estás a esconder nada? – Perguntou Amy – Na volta tens lá um príncipe encantado e não nos dizes…

“E tinha… mas ele fugiu”, mas porque é que só me aparecem pensamentos destes?!

- Não Amy – limitei-me a dizer.

Ela ia dizer mais qualquer coisa mas calou-se e olhou para trás de mim, olhei também e parei com os olhos em Kevin, que se sentou ao meu lado e me sorriu.

- Olá linda – disse-me, com um sorriso.

- Oi – retribuí-lhe o sorriso.

Ia voltar à conversa – com esperança que um novo tema aparecesse –, mas fui apanhada de surpresa pelos seus lábios que se juntaram aos meus por poucos segundos.

Ouvimos um “úhh” geral. E ele sorriu-me uma vez mais. De novo não tive coragem para fazer nada. Ele estava tão feliz… via-se reflectido nos seus olhos. Sorri-lhe também, e quando me voltei a virar para a frente vi que Logan olhava para mim especado. Não consegui decifrar o que os seus olhos escondiam… era um misto de emoções enorme, mas consegui ver raiva. E dor. Notei que tinha o maxilar cerrado, tal como os punhos e cima da mesa, e em seguida levantou-se, fazendo um ruído enorme com a cadeira, e começou a afastar-se num passo apressado.

- Amor, onde vais? – Perguntou-lhe Amy, ao que não obteve resposta.

Kevin olhou para mim com um olhar interrogador, mas eu apenas encolhi os ombros, também não sabia o que se tinha passado com Logan. Ele tinha a Amelia, não tinha razão nenhuma para ficar amuado como uma criança de cinco anos.

E agora eu tinha o Kevin, tinha finalmente percebido isso. Ele ia estar aqui para mim sempre que eu precisasse de um apoio, e não ia mudar de humor a toda a hora.

- O que é que lhe deu? – Perguntou Collin.

Também não obteve qualquer resposta, apenas uma pequena quantidade de ombros encolhidos que todos mostravam a mesma coisa.

- Tenho que ir à casa de banho – disse. Lucy e Kristen iam-se logo levantar, que mania meu deus! – Mas posso ir sozinha. – E elas voltaram a sentar-se.

Vi que Kevin olhou para mim com indecisão e foi-me fácil perceber o porquê. Ele tinha medo. Logan levantou-se e foi-se embora… e em seguida eu digo que também vou sair da mesa…

Levantei-me e pus-me atrás dele.

- Vou só à casa de banho – sussurrei, dando-lhe um beijo na bochecha em seguida – Volto já.

Segui o meu caminho em direcção à casa de banho e quando entrei estava vazia. Passei a cara por água, sentia-me a ferver mas não estava corada nem doente. “É um estado de espírito”, dizia a minha bisavó.

Retoquei a maquilhagem e ao sair da casa de banho vi Jenny a passar, e não me consegui conter a tempo.

- Jenny! – Chamei – Viste o teu irmão?

- Não – respondeu, quando eu já estava ao pé dela – Posso-te perguntar uma coisa?

- Claro.

- Pessoal?

- Manda.

- O Kevin é teu namorado?

- Namorado? – Namorado… bem, temos que ser felizes de qualquer maneira, certo? E eu podia aprender a ser feliz com ele – Sim, é meu namorado.

26 comentários

Comentar post

Pág. 1/2